Crônicas do fim do mundo — as pessoas folgadas

CINEMA Estava eu, lá pelos idos de 2005, assistindo ao filmaço “Diários de Motocicleta”, em algum cinema de rua de Beagá. Sozinha. Nas fileiras da frente do cinema. Concentradíssima e emocionada por estar vendo um filme tão bom. Até que, numa das cenas mais tensas da história, ouço uma dupla gargalhar. Gargalhar. Olhei para o… Continuar lendo Crônicas do fim do mundo — as pessoas folgadas

Avalie isto: