Ir para conteúdo

O caso de dois viciados em smartphones e tablets

charge-amor

Texto escrito por Beto Trajano:

Paulinha e Mário conversaram o dia inteiro. Falaram muito sobre vários assuntos, mostraram fotos de locais que frequentam, escutaram músicas de que gostam, contaram piadas e assistiram a vídeos. Porém, eles não abriram a boca nem uma vez durante todo esse tempo, nem trocaram olhares e muito menos se tocaram.

Durante o diálogo, eles usaram apenas os dedos. Paulinha era feroz para digitar no teclado touch de seu iPhone, enquanto, do outro lado, Mário deslizava suas impressões digitais sobre as letras que apareciam na tela de seu tablet de última geração.

Paulinha era hóspede de um albergue em uma cidade turística do Brasil. No local, havia gente de todas as partes do mundo. Jovens voando com sonhos, trocando informações sobre os melhores passeios, a cerveja mais gelada, o almoço mais barato. Ela ficaria quatro dias naquela cidade e poderia se conectar com outras realidades, contemplar paisagens sobrenaturais, degustar sabores indescritíveis. Mas, nessas férias, a jovem não conseguiu nem observar a lua gigante que nasceu na longitude de seu ouvido.

Na verdade, ela não conseguia fazer mais coisa alguma. Suas cordas vocais estavam adormecendo e ela já nem sabia mais como abordar uma pessoa que cruzasse seu caminho. A jovem também não tinha mais vontade de fazer isso. Paulinha desenvolvia duas novas habilidades. Seus olhos estavam se acostumando a focar apenas a tela do smartphone. Ela começava a ver o mundo como uma fotografia com profundidade de campo – onde só existe foco em um ponto e todo o resto da imagem fica embaçado. Ela criou uma habilidade tamanha de digitação, que invejaria qualquer datilógrafo dos anos setenta. Com apenas uma mão, Paulinha parecia escrever mais de mil palavras por minuto.

As pessoas que visitavam o perfil da jovem no Facebook se impressionavam com a quantidade de amigos e acreditavam que ela devia ser super descolada e gente fina. “Balada partiu”, fotos da galera embriagada, na frente do espelho, fazendo biquinhos. Meninas saradas, com vestidos curtos, tatuagens à mostra, várias poses na academia, roupas de grife… Entre os homens amigos de Paulinha, era possível observar micareteiros, cabelos moicanos, playboys, sertanejos – e até mesmo executivos.

Enclausurado em uma mesa de escritório, Mário se esqueceu de pagar as contas, de ir ao banheiro e nem mesmo alimentou as toxinas de seu estômago naquele dia. Ignorou todas as atividades que precisava fazer. Os clientes passaram pelo local e não foram atendidos, e o rapaz perdeu todos os cifrões que poderia ter colocado no bolso.

No dia seguinte, ele precisava sair cedo para uma viagem de negócios. Colocou um terninho, pegou seu tablet, seu BlackBerry e o notebook. Fez o check-in no aeroporto. Nesse momento, ele já estava teclando com Paulinha. Sua bexiga não aguentava mais esperar, e gotículas de urina começaram a molhar a calça do rapaz. Mário correu para o banheiro. O alto-falante chamou seu nome várias vezes, mas ele não escutava mais nenhum áudio externo ao seu tablet. Mário abriu o zíper da calça no mictório e, acredite, continuou com as duas mãos ocupadas, teclando com Paulinha naquele iPad. Ele nem percebeu que havia acabado de urinar e ali ficou o dia inteiro. O corpo imóvel, apenas os dedos se mexiam.

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

2 comentários em “O caso de dois viciados em smartphones e tablets Deixe um comentário

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: