Ir para conteúdo

Os caixotes sombrios da cidade

Esse outro caixote ficou pronto em 2007.

Outro dia li um editorial da Folha que criticava os shoppings e empreendimentos mais parecidos com “bunkers”, fechados para a rua. São agressivos e tornam cidades como São Paulo pouco convidativas para os passeios a pé.

Acho que Belo Horizonte, ao menos em suas regiões centro e sul, ainda é muito convidativa para o deleite dos pedestres, para as longas caminhadas. Afinal, é uma cidade arborizada (muito mais que São Paulo), com mais canteiros centrais ajardinados, com mais sombras, com muitos bares (cheios de vida), com muitas casinhas remanescentes até em bairros antigos. E muita gente ainda caminhando nas ruas.

Mas, infelizmente, Beagá também caminha para se tornar uma São Paulo. Basta ver os últimos shoppings construídos. O fim das galerias. A descaracterização da Praça da Savassi. Até o alardeado fim do tradicionalíssimo Bolão!

Pra mim, um exemplo claro de que Beagá está se fechando e se tornando uma concretude amarga e nada convidativa são os novos prédios do Minas Tênis Clube. Após mais de quatro anos de obras, a reforma e ampliação do prédio onde antes havia um restaurante e sala de jogos e outras partes do clube está para terminar (a previsão, que ainda está no site, era de terminar até 2011, mas deve, mais uma vez, atrasar, para meados do ano que vem).

[Atenção, colegas mineiros: isso é pauta de cidades!!]

Hoje estávamos observando o novo prédio, que já perdeu até os andaimes. Eu posso não entender muito de arquitetura e urbanismo, mas sou capaz de apostar uma bolada como 9 em cada 10 arquitetos sérios condenariam aquela estrutura. É um caixote! Com grades! Parece uma prisão com, no centro, uma redoma que lembra alto-fornos de indústrias siderúrgicas! Uma monstruosidade fechada em mil paredes, sem janelas, sem aproveitamento da luz solar, sem vidros, sem nenhum verde. E bem ao redor da nova piscina, o que deve, para piorar, prejudicar a entrada de sol para quem vai ao clube, ora vejam, tomar sol!

Com a palavra, Serapião e outros bons arquitetos mineiros.

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

6 comentários em “Os caixotes sombrios da cidade Deixe um comentário

  1. nem me fale desse clube maldito… :p cara, acho que um clube tem muito que fazer as coisas erradas para conquistar ódio dos vizinhos.

    Curtir

  2. Achei engraçado, pois estava exatamente comentando há algumas semanas que adoro o paisagismo do local para onde me mudei, gosto de muitas coisas aqui, mas acho que o arquiteto que o projetou deveria ser condenado a fazer mais 20 anos de arquitetura, pois todos os prédios parecem enormes caixotes. Nada de curvas, nem pra fazer uma varandinha como tem o prédio da minha sogra, nada de projeções diferentes, varandas alternadas, NADA. Só um retângulo. Quem projetou isso só quis usar a régua e o esquadro, e não muito. Parece preguiça.

    Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: