Ir para conteúdo

O Enigma Salej na biblioteca do blog

Texto escrito por José de Souza Castro:

Stefan Salej em Genebra, em 1999.

A Biblioteca do Blog relaciona alguns de meus livros, mas não o mais ambicioso deles, “O enigma Salej”, publicado em 2016 pela KBR Digital Publishers LLC e que nos últimos anos podia ser comprado na Amazon no formato digital e em papel. É um calhamaço de 400 páginas que conta a história de “um estranho no ninho do peleguismo empresarial brasileiro”.

O livro foi editado por Noga Sklar, que, logo depois de assinar contrato comigo, se mudou para os Estados Unidos. No final de 2020, ela enviou circular aos autores informando que a KBR não tem mais existência jurídica no Brasil e sugerindo “a quem desejar continuar investindo em seus livros que transfiram seus títulos para serem distribuídos diretamente pela Digitaliza”. Esta enviou contrato, que não assinei.

Portanto, estou liberado para publicar o livro na Biblioteca do Blog, para que o leitor que se interessar possa ler, sem gastar um centavo.

Alguém pouco informado da realidade editorial brasileira pode pensar: “Que autor generoso”.

Não é bem isso. Não estou abrindo mão de nenhuma riqueza. O único relatório de vendas do livro foi-me enviado em 30 de janeiro de 2017, informando que em 2016 foram vendidos 21 livros, o que me dava o direito de receber R$ 117 pelos direitos autorais.

O autor não tem como comprovar a veracidade do relatório, e nem pode duvidar da honestidade de quem o redigiu. Vivendo no mundo dos livros desde que aprendeu a ler aos oito anos de idade, sabe que, mais do que jogador de futebol, ganhar dinheiro nessa profissão de escritor é para pouquíssimos.

Quando adolescente, leu que três escritores importantes tinham se associado para fundar, em 1960, a Editora do Autor, imaginando que publicando seus próprios livros ganhariam algum dinheiro. Enganaram-se. Seis anos depois, Rubem Braga e Fernando Sabino passaram o título para o outro sócio, Walter Acosta – que continuou publicando seu único livro em edições sucessivas – e fundaram a Editora Sabiá, que estreou em 1967.

Três anos antes, Fernando Sabino havia se mudado para Londres como adido cultural na embaixada brasileira e correspondente do “Jornal do Brasil”, no qual vinha publicando crônicas, assim como na revista Manchete. Ele havia estreado no jornalismo antes de eu nascer, como redator do diário “Folha de Minas”. Em 1944, mudou-se para o Rio, onde se formou em Direito. Em 1957, resolveu dedicar-se às carreiras de escritor e jornalista, mas três anos depois se tornou também sócio-proprietário da Editora do Autor e, em seguida, da Editora Sabiá.

A Sabiá foi uma boa editora, mas só resistiu na mão dos escritores até 1972, quando foi comprada por um amigo dos dois que era dono da Livraria José Olympio Editora. Esta, por sua vez, para fugir da falência, foi vendida para o Grupo Editorial Record, em 2001. O mesmo que pagou a Fernando Sabino uma boa nota para escrever em 1991 o livro “Zélia, uma Paixão” – uma biografia romanceada, como definiu o autor – da ministra da Fazenda no governo Collor. O autor gastou 40 dias para escrever o livro, que vendeu 240 mil exemplares em dois meses.

Um fenômeno! Mas não foi isso que me inspirou a escrever a biografia do ex-presidente da Federação das Indústrias de Minas. Aliás, uma biografia não romanceada de um empresário bem sucedido que se casou duas vezes.

Antes que o leitor fique com maior pena de mim, um escritor frustrado, devo dizer que não perdi tempo e dinheiro com “O Enigma Salej”. Porque eu havia perdido o emprego na Rádio Alvorada e agora estava sendo remunerado, pela hora trabalhada, pelo enigmático Stefan Bogdan Salej – o principal personagem do livro e o mais interessado, depois de mim, em sua publicação. Escrevi um pouco sobre isso por ocasião do lançamento do livro, aqui.

Para terminar, quero dizer que me diverti escrevendo o livro. Que o leitor, mais que uma diversão gratuita, encontre nele, além de um personagem fascinante, alguém que tem uma grande experiência de vida e muito a nos ensinar.

CLIQUE AQUI para ler o livro.


Leia também:

***

Quer assinar o blog para recebê-lo por email a cada novo post? É gratuito! CLIQUE AQUI e veja como é simples!

faceblogttblog

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: