Ir para conteúdo

Gostim de infância

Só hoje descobri que a música “Kataí”, que minha mãe me ensinou a cantar quando eu ainda era uma criança, foi um “estouro”, um sucesso nas paradas dos anos 60.

Eu achava que era só um trava-línguas, tipo cantiga de roda, sem autor específico, que nunca nem sequer tinha sido gravada.

Hoje, ao ler uma ótima história sobre um cantor de ópera frustrado, descobri que seu pai era o compositor desse clássico de letra tão inocente:

“Fui certa vez à casa de um japonês. E o japonês tacou cigarro no chão. A japonesa começou a ameaçar. E o japonês quis pôr a bomba em minha mão e disse então: ‘Cataí cataí cata cataí, cataí cataí, cata cata já’. ‘Tu me manda catar? Tu me manda catar, japão? Cataí tu, que tu que tacou no chão!'”

E então descobri que Moacyr Franco foi quem celebrizou a canção, em disco de 1964, numa versão altamente psicodélica e engraçada, cheia de risadas abafadas pelo cantor. Achei demais, parece até Mutantes! Divirtam-se:

(E ensinem esta música a seus filhos também. Eles vão adorar! :D)

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

15 comentários em “Gostim de infância Deixe um comentário

  1. Olá, Kika!
    Luiz Meneghin, o cantor de ópera que se apresentou no AGT 2012 não é frustrado.
    Ele é enfermeiro e tem uma carreira paralela de tenor, carreira essa que segue com dificuldade, mas com muita perseverança. Apresenta-se em eventos na cidade onde mora atualmente (Lehi / Utah / USA) e arredores e está gravando belas canções, tendo a mais recente disponível no Itunes (um tema de Chopin para o qual ele escreveu uma letra).
    Sou irmã dele, por isso sei dessas coisas. Aliás, fico emocionada por saber que ainda lembram da canção Kataí, do nosso pai, Meneguim Junior. Ele a compôs quando tinha 17 anos.
    Hoje, com saudade, digitei no Google o nome dele (além dos nomes da minha mãe e da minha madrinha) para ver o que encontrava e achei sua página. Que bom que a canção do nosso pai fez parte da infância da sua mãe! Fico feliz.
    Agradeço em meu nome e em nome de meus dois irmãos, Leandro e Luiz Meneghin.
    Cordialmente,
    Tereza Miguel
    28/09/2013

    Curtir

    • Olá, Tereza! Fiquei feliz com sua visita ao blog, muito obrigada! Esta música foi parte da infância dos meus pais e eles a ensinaram para mim, quando eu ainda era criança, e vai marcar minha vida pra sempre. Já ensinei a uma das minhas sobrinhas e vou ensinar também a meus filhos e netos, se os tiver 🙂
      Desculpe pelo “frustrado”, não foi no sentido de dizer que tudo o que ele fez deu errado, mas frustrado com a não-premiação daquele concurso específico, que, como ele explica no depoimento ao jornal, foi afetada pelo estresse que ele e a família estavam vivendo, com a perda da casa. Mas fico feliz em saber que ele está realizando o sonho de ser um cantor de ópera! É merecido.
      Um abraço aos dois!

      Curtir

    • Privilégio em ter vc como amiga Tereza, grande cantora, compositora e Diretora Musical, além de responsável por vááárias trilhas teatrais. Privilégio também ter conhecido o “seu Meneguim” e trocado várias idéias com ele. Privilégio saber que essa música que tbém faz parte da minha infância foi composta por ele. Privilégio ter acesso a apresentação do querido Luiz, num concurso onde muitos foram reprovados e ele, com a humildade dos grandes, assim como vc e sua família toda, conseguiu ir para a final.
      Maior privilégio é poder contar com sua inteligência e doçura até em momentos mais delicados da minha vida e lindo ver sua clareza e respeito pela batalha de seu irmão!
      Tenho orgulho em ser sua amiga Tereza!
      Vc é Luz Pura!

      Curtir

      • Bartira,
        Digo o mesmo em relação a você e à nossa amizade que começou no meu estúdio. Você é uma excelente profissional, locutora perfeccionista e grande atriz.
        Nossa amizade nos fortalece e nos faz bem.
        E graças ao blog da Kika estamos aqui nos cumprimentando em público e declarando a importância da amizade na vida das pessoas.
        Aprendi muito com você, não só profissionalmente, mas em relação aos sentimentos fundamentais que tornam a vida interessante e suportável, principalmente nos momentos mais difíceis.
        Bartira, desejo a você todo o sucesso que você merece!
        Saúde, amor e sucesso pra nós! Nóis merece!!!!!!
        E agradeço à Kika por abrir este espaço, começando pela referência à canção do meu pai — Kataí. Sim, um belo “gostim de infância”.
        Grata, Kika!

        Curtir

  2. Obrigada por postar, lembrei me dessa musica hj brincando de falar em japones com meu neto, como tinha esquecido parte da musica digitei no google e aqui conseguimos ouvi-la….obrigadaoooo Maria Apparecida Ribeiro Geiger e Tomazo Geiger dos Santos. Bragança Paulista

    Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: