‘Canção da Menina Antiga’, de Cecília Meireles

Esta é a dos cabelos louros
e da roupinha encarnada,
que eu via alimentar pombos,
sentadinha numa escada.

Seus cabelos foram negros,
seus vestidos de outras cores,
e alimentou, noutros tempos,
a corvos devoradores.

Seu crânio está vazio,
seus ossos sem vestimenta,
– e a terra haverá sabido
o que ela ainda alimenta.

Talvez Deus veja em seus sonhos
– ou talvez não veja nada –
que essa é a dos cabelos louros
e da roupinha encarnada.

Que do alto degrau do dia
às covas da noite, escuras,
desperdiçou sua vida
pelas outras criaturas…


CLIQUE AQUI e leia os outros poemas de Cecília Meireles que a blogueira selecionou em sua “antologia” particular 😉

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Anúncios