Por que cortar a Bolsa Família é produzir genocídio

Charge de Ivan Cabral

Texto escrito por José de Souza Castro:

“Espero que as pessoas de bem saibam que cortar a Bolsa Família das pessoas extremamente pobres do Brasil poderá produzir um verdadeiro genocídio, porque em sua grande maioria, em especial nos sertões, estes brasileiros poderão morrer de fome e das doenças derivadas da subnutrição”.

É o que diz Walquiria Domingues Leão Rego, professora de Teoria Social no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp e coautora do livro “Vozes do Bolsa Família – Autonomia, Dinheiro e Cidadania” publicado em 2013 pela Editora da Unesp. O artigo pode ser lido AQUI.

Segundo Walquiria, o programa foi sendo aperfeiçoado ao longo dos anos, com a criação de programas transversais, como Brasil Carinhoso e Brasil Nutriz, que trouxeram benefícios muito grandes à saúde das crianças. “Por tudo isto, o programa Bolsa Família recebeu inúmeros prêmios internacionais, inclusive da própria ONU”, diz a autora. “Os cortes já feitos ao programa pelo governo ilegítimo de Michel Temer tiveram como justificativa correção de desvios, o que representa uma grande mentira”, acrescenta.

Para a autora, não se justifica cortar os recursos destas pessoas, a não ser para “responder à sanha preconceituosa e mal informada da classe média paneleira. Na verdade, tornar ainda mais garantido o saque a nação para ampliar os lucros de rentistas de todos os naipes”, completa.

Darcy Ribeiro, lembra a autora, nos alertou que a elite brasileira é escravocrata e desenvolveu durante séculos uma insensibilidade social pouco vista no mundo. “Sua crueldade com os pobres e desvalidos não tem limites”, diz Walquiria. “Pensa apenas em rapinar o país e usufruir de sua rapinagem lá fora”.

Pior, com a ajuda da imprensa, que manipula principalmente a classe média: Continuar lendo

Anúncios