Ir para conteúdo

Nosso apoio à greve dos petroleiros

Texto escrito por José de Souza Castro:

Fotos da greve dos petroleiros em vários Estados, ao longo de fevereiro. Crédito: Sindipetro / Divulgação

Tenho escrito aqui vários artigos sobre o desmonte da Petrobrás desde os tempos de Pedro Parente. Volto ao tema motivado por este artigo, do professor Gilberto Bercovici, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, sobre a importância da greve dos petroleiros iniciada no dia 1º de fevereiro e que vem sendo ignorada pela imprensa, a não ser quando um juiz decide contra a greve, como AQUI. Trata-se de reportagem da Agência Estado, republicada pelo UOL, da “Folha de S.Paulo”.

Quando interessa aos acionistas privados, contra os interesses do Brasil, a grande imprensa se une. Vimos isso muitas vezes, a exemplo do impeachment contra a única mulher eleita presidente do país, Dilma Rousseff.

Dilma é petista. Serão petistas os grevistas? Mas o PT não tinha acabado?

Volto a Bercovici, que começa explicando que os motivos que justificaram o início da greve foram a demissão em massa dos funcionários da Petrobras alocados na Fafen (Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados) do Paraná e o descumprimento de parcelas do Acordo Coletivo firmado entre os sindicatos e a empresa. “Mas, para além das disputas trabalhistas, a greve se organizou em torno de algo maior: a defesa da Petrobras como empresa estatal que deve atuar em benefício da coletividade. Perspectiva esta abandonada desde 2016 e ameaçada pela privatização acelerada de boa parte da estrutura da Petrobras promovida pelo atual governo.”

A Petrobras foi criada há 67 anos no governo trabalhista de Getúlio Vargas, como resultado da campanha “O Petróleo é Nosso”. Nasceu das ruas, após imensa mobilização popular. O objetivo continua sendo garantir o abastecimento nacional de combustíveis e a segurança energética do Brasil.

“Para isso”, lembra Bercovici, “imensas quantidades de dinheiro público foram utilizadas para financiar a estruturação e o crescimento da Petrobras, que, em poucas décadas, se consolidou como a maior empresa do país e uma das maiores do mundo em sua área de atuação. Não bastasse o tamanho e a importância da Petrobras para o Brasil, a estatal ainda se caracteriza por ser a empresa que mais investe em ciência e tecnologia no Brasil e é detentora de produtos e tecnologias inovadoras que a destacam na indústria petrolífera mundial.”

Um patrimônio público ameaçado pela política de desmonte “que entrega a preço vil e sem concorrência parcelas do patrimônio da Petrobras aos seus concorrentes internacionais, onerando o povo brasileiro com preços abusivos cobrados pelo gás, combustíveis e outros produtos de primeira necessidade. A atual greve nacional dos petroleiros é um grito de alerta contra a destruição deste patrimônio do povo brasileiro”, acrescenta o professor.

Segundo Bercovici, é por ser a greve “tão importante neste momento que a alta cúpula do Poder Judiciário, tanto no Tribunal Superior do Trabalho como no Supremo Tribunal Federal, não hesitou em decidir contra o direito constitucional de greve, assegurado expressamente no artigo 9º da Constituição de 1988. Justamente por transcender a aspectos trabalhistas, a greve dos petroleiros é tão perigosa para os atuais governantes do país.”

Primeiro, “porque ela demonstra que os trabalhadores podem lutar de forma organizada em defesa não só dos seus interesses, mas em defesa do Brasil”. Depois, porque “ela nos relembra que a Petrobras é o símbolo do desenvolvimento nacional, que a Petrobras não é dos seus acionistas privados, mas, pelo contrário, que ela pertence a todo o povo brasileiro e o que acontece com a Petrobras afeta a todos nós.”

É uma greve que, a depender dos acontecimentos, “nos mostrará os caminhos de luta para garantir os nossos direitos e o nosso futuro enquanto país livre e soberano”, conclui Bercovici.

Temos que apoiar, portanto, essa greve tão importante.

 


Leia também:

***

Quer assinar o blog para recebê-lo por email a cada novo post? É gratuito! CLIQUE AQUI e veja como é simples!

faceblogttblog

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

2 comentários em “Nosso apoio à greve dos petroleiros Deixe um comentário

  1. Do empresário e cientista político Stefan Bogdan Salej, ex presidente da Federação das Indústrias de Minas comentando este artigo e revelando o que escreveu no blog dele ( http://salejcomment.blogspot.com/2020/02/do-guedismo.html ):

    “Eu falo no meu artigo sobre Guedismo exatamente isso: estão promovendo desestatizacões de forma pouco ou totalmente não transparente e quando acabar, monte de gente enriqueceu e Brasil empobreceu.”

    Trechos:
    “Uma mínima parcela da população, que tem dinheiro investido na Bovespa, que pertence aos mercados financeiros, em resumo que tem capital e participa do processo de economia liberal do guedismo, está rindo de orelha a orelha. Os bancos brasileiros, que demitiram muita gente no ano passado, tiveram, com a queda dos juros, um lucro de fazer inveja a qualquer membro de Wall Street ou da City londrina. Não tem banco mais lucrativo do que o brasileiro no mundo. E isso num país cuja Importante parcela da população não tem nem emprego e nem condições mínimas de vida. (…)

    Temos uma distribuição de renda com um mercado de super-ricos (inclusive maiores investidores no exterior) e a absoluta maioria da população sem capacidade de consumir. A classe média está desaparecendo e a classe D, aumentando.(…)

    O guedismo, que é um núcleo duro do governo, muito mais duro do que o núcleo militar (que by the way lhe dá guarita, como deu a Delfim Netto no passado, sem saber de que se trata), está convencido que eles estão certos, e que todos os outros estão errados. Falam o que querem, têm toda a liberdade de fazer o que querem, mas será que o modelo proposto gerou e vai gerar resultados, além da baixa inflação, que também esta cambaleando, que o país precisa? É impressionante a certeza que o guedismo tem de que o que está fazendo está certo.(…)

    O guedismo não ganhou a eleição. O bolsonarismo, sim. Por quanto tempo a agenda guedista vai sobreviver no seio de bolsonarismo, sem apresentar os resultados que eleitorado considera de fato suficientes para re-eleger o chefe de novo, ninguém pode responder hoje. Numa ruptura, os que forem sair, não sairão com prejuízo pessoal. Nem profissional e nem financeiro. E uma eventual substituição não poderá ser feita de uma pessoa, mas de troca completa do guedismo por um outro modelo que poderá dar certo. O custo político vai ficar para governo, e a conta, para o povo.”

    ……..

    Há 10 meses, Salej criticou a especulação em torno das ações da Petrobras:
    https://kikacastro.com.br/2019/04/16/especulacao-petrobras/

    Curtir

  2. A Petrobras informou ter obtido no ano passado o maior lucro de sua história, R$ 40 bilhões. Mas se esqueceu de dizer que desse total, 38 bilhões vieram da venda de ativos e do controle da BR Distribuidora (R$ 14 bilhões), nada a ver com o desempenho da empresa. Mesmo assim distribuiu aos acionistas R$ 10 bilhões em dividendos. Esqueceu-se de informar também que a Petrobras atingiu o recorde de menor liquidez corrente da história da companhia (0,95). Por fim, não comemorou o prêmio dado à Petrobras, pela quarta vez na história, pela OTC (Offshore Technology Conference. Motivo provável pela ausência de comemoração: a tecnologia premiada foi desenvolvida antes de 2016, sem nenhuma participação dos atuais administradores que hoje estão mais preocupados em destruir tudo.
    As informações acima estão num artigo de um economista aposentado da Petrobras, Cláudio da Costa Oliveira, que pode ser lido aqui: https://www.viomundo.com.br/voce-escreve/claudio-oliveira-balanco-da-petrobras-esconde-a-menor-liquidez-corrente-da-historia-estatal-esconde-ate-premio-que-ganhou.html?utm_medium=popup&utm_source=notification&utm_campaign=site

    Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: