8 anos de blog em 8 estatísticas

Ando tão exausta/relapsa/atolada neste fim de ano (mais que no fim de 2017, eu diria) que nem me lembrei de fazer o tradicional post de aniversário do blog. Idealizado no dia de Natal de 2010, quando eu voltava de um passeio pela iluminada Praça da Liberdade com meu pai, este site tem suas estatísticas compartilhadas com os leitores todo dia 25 de dezembro. Neste ano, excepcionalmente, aqui vão elas com dois dias de atraso:

1. Posts (quase) diários

Em 2018, publiquei 186 posts. Um a cada dois dias, em média. Esses posts vieram espalhados em 8.012 tags e 21 categorias (criei as Pérolas do Luiz no dia 3 de janeiro), sendo que as mais populares são Maternidade, Eu Achei por Aí e Músicas (no ano passado eram Noticiário, Divagações e Artigos do meu Pai, o que denota alguma mudança no perfil dos leitores também). Somando os 8 anos de blog, já são 2.066 posts, média de 0,7 por dia. Foram 107 mil palavras que escrevi, junto com meu pai, só neste ano – uma média de 575 palavras por post.

2. Top 20

Os 20 posts mais lidos neste ano foram os seguintes:

Para ver em 2018: as 56 melhores séries da Netflix, segundo os leitores do blog More stats 96.117
13 desenhos animados lindos e educativos para crianças de 0 a 2 anos More stats 55.038
147 maneiras de chamar o seu amor More stats 53.495
Página inicial / Arquivos More stats 39.807
Elefantes com o bumbum pra porta More stats 17.566
Samuel Costa, o Menino Maluquinho More stats 11.951
Depoimentos emocionantes sobre o alcoolismo More stats 11.627
Dos milagres do levedo de cerveja More stats 11.481
15 presentes para recém-nascidos de R$ 20 a R$ 200 (e cinco ideias para evitar) More stats 11.054
Por onde anda a turma do filme Menino Maluquinho, 20 anos depois More stats 9.842
Os 25 melhores filmes que já encontrei na Netflix, com resenhas e trailers More stats 9.454
7 poemas de Drummond que eu gostaria que meu filho conhecesse More stats 8.381
15 filmes para assistirmos e refletirmos neste Dia da Consciência Negra More stats 7.582
João Barbosa Romeu, o Bocão More stats 6.947
O que tem em bolsa de mulher? More stats 6.691
Desbravei os segredos do desenho russo ‘Masha e o Urso’, o favorito do meu filho More stats 6.605
293 canções de blues (algumas raríssimas) para baixar de graça More stats 6.162
Mega coletânea de 15 álbuns de blues para download grátis More stats 6.096
Fernanda Guimarães Miranda, a Nina More stats 5.492
Cristina Castro, a Julieta More stats 5.030
As 7 melhores séries, de todos os tipos e gêneros, para ver na Netflix More stats 4.851

3. Dia e hora favoritos

O dia da semana com maior número de visitantes neste ano foi a segunda-feira (16% das visualizações) e o horário com mais acesso foi às 20h.

4. De onde vêm os leitores e o que procuram

Primeiro, disparado, a maioria vem do Google. Em seguida, do site do portal O Tempo, onde o blog era reproduzido até maio de 2017. Logo depois, do aplicativo do WordPress para Android. Depois, do site da Canguru, que reproduzia os posts sobre maternidade do blog até junho deste ano, quando saí de lá. Em seguida, do Facebook e do Twitter. Para chegar aqui por meio de buscadores, a maioria procurou os termos “melhores séries (ou filmes) Netflix”, “fotos de grafites da cidade de BH”, “artes #elenão”, “presente para recém-nascido”, entre outros.

5. Visitantes e assinantes

Enquanto escrevo, este blog já recebeu quase 2,5 milhões de visitantes — dos quais 665 mil só neste ano, sendo este o recorde anual (viva!!!). O blog possui 777 assinantes (77 a mais que no ano passado), que o recebem por e-mail de graça e na íntegra, sem necessidade de clicar para acabar de ler por aqui. No Feedly ele tem mais 42 assinantes e, na fan page do Facebook, 1.291.

6. Comentários e compartilhamentos

Ao todo, o blog já recebeu mais de 10.000 comentários, sendo 398 neste ano, e 438 curtidas. Obrigada por terem enriquecido tanto o debate, amigos!😀 Ao todo, os leitores compartilharam posts, usando as ferramentas oficiais do WordPress, 13.229 vezes – a maioria delas pelo Facebook (5.065), em seguida pelo Twitter (2.576)

7. Anúncios

Comecei a colocar os anúncios do próprio WordPress no blog em 2016. Naquele ano, foram veiculados 121 mil ads. Em 2017, o número cresceu para 331 mil e, neste ano, saltou para 2,3 milhões. São só aqueles ads que aparecem no pé do post e no alto do blog, sem pop-ups e outras chatices, então não incomodam os leitores. Neste ano, geraram receita suficiente para pagar minha despesa com o WordPress Premium. Sempre que vocês fizerem uma compra a partir de um anúncio veiculado aqui no blog, vocês vão me ajudar a ganhar uns centavos a mais 😉 OBS.: Não faço parcerias comerciais, posts pagos (isso é especialmente incogitável) nem aceito qualquer outro anúncio além dos ads do próprio WordPress.

8. Pelo Mundo

Neste ano, vieram visitantes de 148 países. Depois do Brasil, a maioria chegou dos Estados Unidos, de Portugal, do Canadá e de Moçambique.

 

Muito obrigada pela leitura e um FELIZ ANO NOVO a todos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 😀 

Tá baratim, tá baratim!! ;)

Tá baratim, tá baratim!!😉

faceblogttblog

Anúncios

Pausa

Este blog está entregue às moscas

por motivos de: exaustão dos autores.

Voltaremos quando o ânimo voltar.

 

[Enquanto isso, tem 2.050 posts no arquivo do blog, sobre política, cinema, música, literatura, jornalismo, turismo, gastronomia, maternidade, fotografias etc, pra quem quiser ler ou reler]

Viva! Blog atinge a marca de 2 milhões de visitas!

Sabe o que passou totalmente batido por mim na semana passada?

Que este blog querido, que é apenas um hobby, já atingiu a marca de 2 milhões de acessos únicos!

São contados apenas os acessos, fora os leitores que recebem o blog no email ou no feed, diariamente, e não precisam clicar no site para ler seu conteúdo. Também não são somados os acessos recebidos na “sucursal” do blog, no portal da Canguru.

Estou feliz até não poder mais, mesmo sabendo que esse número é fichinha para muitos blogs, com contabilizações diárias na casa dos milhões. Afinal, eu mal tenho tido tempo pra me dedicar a este hobby, mas sigo com ele, postando sempre que posso.

Não ganho nenhum centavo com o blog (na verdade, gasto um pouco, por causa do WordPress premium), mas ganho a satisfação de colocar a cuca para funcionar e liberar o verbo sempre que me dá na telha, num espaço só meu e do meu pai, que está aberto a falar de política, cinema, música, literatura, viagens, gastronomia e de tudo o mais que me encanta e alenta.

Estas estatísticas são minha recompensa, meu pequeno troféu. Por isso, me perdoem se pareço besta demais por ficar soltando fogos de artifício. É que, para mim, este é um número bão demais da conta! 😀

Obrigadíssima, queridos leitores que me dão o privilégio de ver vocês aparecerem por aqui! Obrigadíssima em dobro aos que assinam o blog para receber os posts por e-mail gratuitamente! Obrigadíssima em triplo aos que participam, comentam, contribuem com ideias e compartilhamentos. Vocês me dão fôlego para escrever depois de um dia inteiro de trabalho, de cuidados com um bebê, na hora em que eu já deveria estar dormindo 😉 Vida longa ao blog e a estes leitores incríveis! ❤

E que venha o terceiro milhão! 😀

Leia também:

faceblogttblog

7 anos de blog em 7 estatísticas

Este blog anda tão abandonado, e eu tão sem tempo/disposição para atualizá-lo, que, pela primeira vez desde que foi criado, eu não lembrei com antecedência que é no dia de Natal que o blog faz aniversário. Nem deixei pronto, com antecedência, o tradicional post de estatísticas para celebrar a data.

Fiquei até pensando se valia a pena publicar este post. Pela primeira vez, em sete anos, tenho certeza que as estatísticas serão de queda abrupta em todos os quesitos: número de postagens, número de acessos, número de assinantes, quantidade de upgrades e tal e coisa.

O blog, que nasceu como o hobby despretensioso, mas já chegou a ser quase profissional — com posts diários, escritos por mim e pelo meu pai, com sucursal no portal O Tempo, no Brasil Post e na Canguru, com páginas em todas as redes sociais etc –, hoje volta a ser apenas um hobby com atualizações esporádicas, para quando dá saudade de desabafar qualquer texto, sobre qualquer assunto, num espaço que é exclusivamente de nossa autoria, sem outro dono além de mim e do meu pai.

Como disse logo na primeira linha deste post: falta tempo e disposição. Acho que por vários fatores. Profissionalmente, estou numa função que toma muito do meu tempo/disposição, como acho que em nenhum outro momento anterior da minha carreira. Pessoalmente, meu pequeno Luiz me toma muito tempo/disposição, como é normal que todos os pequenos de 2 anos façam (e é bom que seja assim). Isso sem falar que ando mais cansada, durmo muito mais e mais cedo, distante de ser aquela “bomba-atômica” que já fui há dez anos. Fora isso, meu estado de espírito com os assuntos que mais povoam este blog, que são a política nacional, o jornalismo e os demais temas de interesse geral do noticiário, está num desânimo imenso. Na maioria das vezes, sinto que estou apenas escrevendo um texto para que meia dúzia de pessoas que pensam exatamente como eu leiam. Qual o propósito disso?

Enfim, tudo isso para dizer por que o número de posts do blog caiu drasticamente neste ano, especialmente neste segundo semestre. Cheguei a cogitar fechar o blog, mas aí eu ficaria sem esse refúgio para os textos esporádicos, para os (cada vez mais raros) dias de inspiração. Meu pai também ficaria sem o espaço para postar sobre coisas de que a maioria das pessoas nem falam, como o sucateamento da Petrobras. E isso é ruim. Então, deixemos o blog no ar.

Hoje este espaço celebra sete anos de vida. Foi no dia 25 de dezembro de 2010 que, numa caminhada com meu pai pela Praça da Liberdade iluminada de Natal, resolvi voltar à blogosfera com um espaço autoral (eu já administrava a página Novo em Folha, da Folha de S.Paulo, mas ela é da Editoria de Treinamento do jornal). De lá pra cá, muitas coisas mudaram na minha vida: mudei de emprego três vezes (saí da Folha, fui para o G1, para O Tempo e para a Canguru), mudei de volta de São Paulo para Beagá, mudei de casa outras três vezes, conheci meu atual marido, tive o Luiz. Não é à toa que o perfil do blog também foi mudando: de mais engajado com a política e mais musical e mais cinéfilo a, hoje, mais maternal, em todos os sentidos.

Bom, seja como for, eu gosto de aniversários e este blog merece ter sua comemoração, abandonadinho ou não. Vamos às tradicionais estatísticas: Continuar lendo

Fim das miniférias

Foto: CMC

Vocês devem ter notado (espero, risos) que este blog estava muito paradão, mesmo com o país pegando fogo, pra variar. É que saí de férias e as férias foram curtinhas (uma semaninha), então saí correndo, esbaforida, sem nem passar aqui para me despedir. Volto hoje para avisar que, para compensar, as férias encheram minha cuca de novas ideias de posts, que serão compartilhados por aqui nos próximos dias.

Enfim, voltamos à programação normal a partir de amanhã, começando com post do meu pai 😉

 

Leia também:

Posts com dicas de viagens e passeios turísticos

faceblogttblog