Caio Reiss, o Herman

Conversei com o Caio Reiss e ele contou o que fez nos últimos 20 anos, desde o lançamento do filme “O Menino Maluquinho”, e relembrou a época das gravações. Leia abaixo (e CLIQUE AQUI se quiser ler sobre os outros personagens).

Foto: arquivo pessoal do Caio Reiss

Foto: arquivo pessoal do Caio Reiss

Blog da Kika – Nesses 20 anos você chegou a trabalhar como ator em algum outro momento?

Caio Reiss – Nadica de nada! Após o filme fiz um comercial de televisão e só!

Blog – Fale um pouco sobre sua trajetória profissional.

Caio – Fiz biblioteconomia na UFMG. Trabalho no Centro de Documentação da TV Globo Minas, o acervo de imagens da empresa.

Blog – Com quantos anos está? Fale sobre sua vida 😉

Caio – Estou com trinta anos. Fiquei órfão de pai, morei uns meses em Israel, larguei uma faculdade de administração, me casei em 2013 e ainda não tenho filhos.

Blog – Hoje você mora onde, ainda em Beagá?

Caio – Continuo vivendo em Belo Horizonte.

herman

Blog – Tem alguma lembrança divertida/curiosa sobre a época de gravações do filme? Algo dos bastidores que aconteceu com você e pouca gente sabe?

Caio – Lembro de um dia de gravação com a Vera Holtz, a professora no filme. Eu estava aflito, eram umas 17h e no início da noite tinha uma peça de teatro pra apresentar (eu fazia teatro amador). A Vera reclamou da demora pra gravar a cena final do dia, e pediu que todos agilizassem, preocupada comigo.

A produção do filme não me deixou levar pra casa meu figurino e meu carrinho de rolimã. Tentei, mas o que consegui foi o uniforme de colégio que a gente usou nas gravações de sala de aula. Fiquei insatisfeito! rs.

Blog – Você gostou de ter feito o filme? Foi marcante na sua vida, de alguma forma?

Caio – Gostei, é claro. É marcante porque não é todo dia que você é selecionado pra fazer cinema!

Blog – Como lidou com o filme na época? Sofreu bullying na escola? Ou conseguiu mais namoradinhas? 😀

Caio – Saí contando tudo pra todo mundo, da minha seleção, das gravações, dos artistas, deste meu momento “exclusivo”. Meus colegas de sala me deram uma ignorada, só que eu não me arrependo de nada. Eu tinha mais é que sair falando mesmo! Espalhar a alegria de um menino de 9/10 anos de idade. Minha escola era pequena e minha participação no filme motivou o diretor da ocasião a gravar um filme dentro do colégio, com o tema “Sítio do Pica-pau Amarelo”, com os próprios estudantes. Hilário foi que, para os papéis principais, houve um sorteio. Eu não tive sorte e a minha participação no Menino Maluquinho não me ajudou a ser o Pedrinho ou o Visconde de Sabugosa. Hahahahah!!

Blog – Resuma em uma frase o que foi ter participado do filme.

Caio – Foi tudo uma verdadeira diversão, uma “diversão exclusiva”, um momento ímpar. Sinto orgulho de ter participado de algo que faz parte da história de BH, da cultura mineira de uma forma geral.

Blog – Deixe uma mensagem pelos 20 anos de lançamento do filme.

Caio – Tempo que não volta mais….


CLIQUE AQUI e saiba mais sobre os outros personagens do filme “O Menino Maluquinho” e o que andam fazendo, 20 anos depois do lançamento do filme.

Leia também:

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Anúncios

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s