Ir para conteúdo
Anúncios

A estampa do jornal e minhas suspeitas de nada

Uma das coisas mais legais de acontecimentos com impacto mundial, como o 11 de setembro, a invasão do Iraque, o terremoto no Haiti e a (suposta) morte de Bin Laden, é poder comparar as primeiras páginas de todos os jornais do mundo e ver quem pisou na bola e quem acertou em cheio.

(Na maioria desses episódios, que geralmente envolvem grandes tragédias, dá pra dizer que é a única coisa legal também…)

E cá estamos de novo com uma dessas oportunidades que, a bem da verdade, se for mesmo verdadeira, nem chega a ser trágica, em se tratando de um (suposto) líder terrorista.

Acabei de postar alguns exemplos de primeiras páginas no blog Novo em Folha, vejam AQUI.

Outros podem ser vistos no sempre ótimo site Newseum, que, além de mostrar as capas de veículos de todo o mundo diariamente, armazena aquelas dos eventos marcantes como os que citei acima.

Alguns exemplos:

  

Eu ia colocar mais exemplos, mas o processo está muuuuito lento, vejam vocês mesmos lá no site, sim? 😉

Por fim, mas sem mudar totalmente de assunto: alguém se convenceu com a desculpa dos EUA para não mostrar o cadáver do defunto? Isso não é MUITO suspeito? Se era pra evitar visitas de fanáticos ao túmulo, mostrasse de forma segura para vários órgãos internacionais e, depois de se formar todas as provas possíveis, inclusive visuais, jogasse o corpo ao mar ou ao fogo, whatever. Mas, não. Foi tudo na butuca.

Aliás, não sou adepta de todo tipo de teoria da conspiração (tipo esses emails que recebemos sobre saidinha de banco, o novo golpe do cinema, o quanto a Fanta Uva faz mal e afins), mas o 11 de Setembro, as invasões ao Afeganistão e Iraque e as aparições de Bin Laden sempre me levantaram suspeitas de toda sorte, nunca plenamente satisfeitas pelos fatos oficiais.

Mas é o tipo de lebre que não adianta nem levantar, porque nunca se poderá provar. Então, vida que segue, com ou sem Osamas.

Anúncios

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

10 comentários em “A estampa do jornal e minhas suspeitas de nada Deixe um comentário

  1. Adoooooro teorias conspiratórias hahaha! Mas neste caso os EUA deram uma força, hein? Um troféu como Bin Laden capturado e os caras “jogam pros peixes”?

    Por isso mesmo eu acho é que o Osama está muito bem escondido/hospedado no rancho do sócio e amigo George W.Bush! 😀

    E o site é bem legal, valeu pela dica! Bj!

    Curtir

  2. Que bom que eu nâo sou a unica que duvida um pouco disso tudo. Alias, até hoje acho que muito do ataque terrorista ao WTC tem uma mãozinha da familia Bush (muito além dos treinamentos militares e das armas, durante a guerra fria). O medo gerado pelo terrorismo trasaformou a população americana em uma massa de manobra fácil, maleável e incapaz de questionar.

    Funciona melhor que qualquer politica panem et circensis. Algum escandalo estava prestes a irromper no cenário americano? Eis que foi desarmado algum plano mirabolante de terroristas, elevam-se o código de alerta e os bebês ficam sem suas mamadeiras durante o voou pos podem ser “bombas”.

    Minha mãe fez uma analogia interessante com Lampião. Não seria o caso de exibir a cabeça do ditador em praça pública, mesmo correndo o risco de depois ser acusado de desrespeito aos direitos humanos, do que correr o risco de ser chamado de Mentiroso.
    Se questionaram ONDE ele nasceu, por que nao questionariam se ele REALMENTE matou Osama bin Laden?

    Curtir

    • Engraçado vc citar Lampião. O artigo do meu pai, que postei ontem mas só vai entrar às 10h de hoje (daqui a pouco!), também faz essa bela comparação.

      E, além de tornar a população norte-americana uma massa maleável, o 11 de setembro permitiu a invasão e posterior domínio do Iraque…

      bjos

      Curtir

  3. Eu fico imaginando, como eles conseguiram fazer tudo tão rápido?
    E se os EUA odeia tanto o Osama, por que deram o corpo dele pra receber cerimônias???
    Se até o Saddam foi visto enforcado, cadê o Osama baleado???

    Curtir

  4. Gente do céu, será que sou tão romântico e ingênuo assim! Também estranho a forma rápida e secreta como “sepultaram” o cadáver. Mas daí a duvidar da autenticidade do ataque ao WTC, não é crível; não posso acreditar. Premeditar e executar uma tragédia dessa magnitude e, ainda contra seu próprio povo, com fins políticos-econômicos, nos faria descrer de vez na viabilidade do ser humano.
    Acredito sim, que a invasão do Iraque teve interesse econômico.
    Outra hora comentarei os furos e as “furadas” das manchetes, agora estou pasmo demais com a teoria da conspiração.
    Abraço, Cristina.

    Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: